Home | Noticias | 7 de julho de 2019 – 14º Domingo do Tempo Comum – Ano C

7 de julho de 2019 – 14º Domingo do Tempo Comum – Ano C

O anúncio do Reino de Deus é o tema que a liturgia de hoje nos propõe para reflexão. Jesus envia os Apóstolos para que a Sua mensagem chegue a toda a terra. «Assim como o Pai Me enviou, assim Eu vos envio a Vós». A missão da Igreja é comunicar aos homens a salvação de Jesus Cristo, continuando pelos tempos a Sua missão, dando assim cumprimento ao mandato do Senhor e que é a sua razão de ser. «Foi-me dado todo o poder no Céu e na terra: Ide e ensinai todos os povos batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a cumprir tudo quanto vos tenho ensinado».
Assim na continuação de Jesus Cristo que Se apresentou como enviado para anunciar a Boa Nova, também a Igreja deve dar atenção e dedicação ao anúncio do Reino pela Palavra de Deus.
A Igreja primitiva nasce da Palavra e tem como ação principal o anúncio dessa mesma Palavra. Nos tempos atuais a Igreja é convidada por Deus e pelos acontecimentos, que são também apelos de Deus, a renovar, atualizar e desenvolver a sua ação evangelizadora através dos diversos e vastos campos de ação. O Senhor diz no Evangelho: «A messe é grande e os operários são poucos, pedi ao dono da messe operários para a sua messe». Estas palavras do Senhor são sempre atuais e devem constituir para os cristãos um forte e urgente apelo a colaborem nas diversas tarefas da missão da Igreja ou seja, na implantação do Reino de Deus. Na nossa qualidade de cristãos, somos enviados de Cristo para trazermos os outros para Cristo. Estamos incluídos no grupo daqueles a quem o Senhor diz: «Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos». Jesus expressava desta maneira as dificuldades que os Apóstolos iriam encontrar no decorrer da sua missão. Apesar disso eles partem como mensageiros e arautos a fim de prepararem a vinda do Senhor. Na verdade meus irmãos não haverá nunca evangelização verdadeira se o nome, a doutrina, a vida, as promessas, o reino, o mistério de Jesus, Filho de Deus, não forem anunciados. É preciso dar testemunho d’Ele, torna-Lo presente e comunicar a Sua salvação. Esta mensagem de salvação é urgente e necessária.
A Igreja é o sacramento universal da salvação e é o Povo de Deus que acolhe o dom da salvação e é ao mesmo tempo o Povo de Deus que proclama, anuncia e comunica o dom da salvação aos homens de todos os tempos, para que cada homem possa ser uma nova criatura, como nos diz São Paulo na segunda leitura.
Na missão dos Apóstolos todos estamos incluídos. É o mesmo Senhor que nos convida hoje, para que unidos a Ele mais intimamente, tomemos parte na Sua missão salvadora. É Ele quem de novo nos convida para trabalhar na sua seara, como catequistas, cantores, leitores, acólitos, etc.

Check Also

Chegará quem não esperas

Passamos parte da vida à espera que a solução para os nossos problemas e angústias …