5 de maio de 2024 – Liturgia do 6º Domingo da Páscoa – Ano B

LEITURA I At 10, 25-26.34-35.44-48

Leitura dos Atos dos Apóstolos

Naqueles dias, Pedro chegou a casa de Cornélio. Este veio-lhe ao encontro e prostrou-se a seus pés. Mas Pedro levantou-o, dizendo: «Levanta-te, que eu também sou um simples homem». Pedro disse-lhe ainda: «Na verdade, eu reconheço que Deus não faz acepção de pessoas, mas, em qualquer nação, aquele que O teme e pratica a justiça é-Lhe agradável». Ainda Pedro falava, quando o Espírito desceu sobre todos os que estavam a ouvir a palavra. E todos os fiéis convertidos do judaísmo, que tinham vindo com Pedro, ficaram maravilhados, ao verem que o Espírito Santo Se difundia também sobre os gentios, pois ouviam-nos falar em diversas línguas e glorificar a Deus. Pedro então declarou: «Poderá alguém recusar a água do batismo aos que receberam o Espírito Santo, como nós?». E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então, pediram-Lhe que ficasse alguns dias com eles.

Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4 (R. cf. 2b)

Refrão: O Senhor manifestou a salvação a todos os povos.

Ou: Diante dos povos manifestou Deus a salvação.

Cantai ao Senhor um cântico novo
pelas maravilhas que Ele operou.
A sua mão e o seu santo braço
Lhe deram a vitória.

O Senhor deu a conhecer a salvação,
revelou aos olhos das nações a sua justiça.
Recordou-Se da sua bondade e fidelidade
em favor da casa de Israel.

Os confins da terra puderam ver
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, terra inteira,
exultai de alegria e cantai.

LEITURA II 1Jo 4, 7-10

Leitura da Primeira Epístola de são João

Caríssimos:
Amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Assim se manifestou o amor de Deus para connosco: Deus enviou ao mundo o seu Filho Unigénito, para que vivamos por Ele. Nisto consiste o amor: não fomos nós que amámos a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de expiação pelos nossos pecados.

Palavra do Senhor.

 

EVANGELHO Jo 15, 9-17

+ Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo são João

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Assim como o Pai Me amou, também Eu vos amei. Permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como Eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor. Disse-vos estas coisas, para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa. É este o meu mandamento: que vos ameis uns aos outros, como Eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos amigos. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que Eu vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi a meu Pai. Não fostes vós que Me escolhestes; fui Eu que vos escolhi e destinei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça. E assim, tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros».

Palavra da salvação.

 

REFLEXÃO

Observemos os Mandamentos

No dia- a- dia cruzamo-nos com pessoas que acreditam em Deus e vivem cumprindo a Sua vontade. Também convivemos com outras que não acreditam ou vivem como se Ele não existisse.

Nós somos felizes porque temos fé. Sem Jesus a nossa vida não teria sentido. Ele diz-nos no Evangelho: « Se guardardes os Meus Mandamentos permanecereis no Meu Amor ».

Agradeçamos ao Senhor durante toda a vida. Ele, o Omnipotente, o criador de tudo quanto existe, permanece connosco para nos animar, ajudar, proteger e salvar.

Só o pecado impede esta união com o Senhor. Nunca O ofendamos. A felicidade sem Deus não existe: no fim fica sempre o remorso…

Se vivermos com o Senhor, amando-O com todo o coração, sentiremos paz e alegria, teremos a esperança e a certeza da salvação.

 

Vivamos no Amor de Deus

São João diz-nos na Segunda Leitura: «Amemo-nos uns aos outros porque o amor vem de Deus ».

Os homens impõem tantas e tantas leis… Já assim era no Antigo Testamento. Por isso Jesus regressou até Moisés que recebeu de Deus os dez Mandamentos. Não é preciso mais nenhuma lei para cumprir a Lei De Deus. Pode ser necessário explicar em que consiste a Sua Lei.

Ao ser-Lhe perguntado qual era o maior mandamento da Lei, Jesus respondeu: «Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente» ( Mt 22, 37 ) e acrescentou: « o segundo é semelhante: amarás ao teu próximo como a ti mesmo » ( Mt 22, 39 ).

No mundo atual verificamos que, em vez do Amor, há ódio, violência, atentados, guerras… Porquê?! Por que não hão-de os homens respeitar-se, ajudar-se, praticando boas ações para com todos?!

Ah! como o mundo seria diferente se todos vivessem no Amor de Deus! Será isto utopia? Não. Nós acreditamos que Deus está presente no mundo e quer salvá-lo, pedindo-nos apenas que dêmos testemunho d’Ele e da Sua Doutrina no mundo.

 

Façamos apostolado no mundo

Muitos que viveram antes de nós no mundo sofreram o martírio por anunciarem Jesus e viverem como bons cristãos.

A perseguição continua em vários países, como nunca antes aconteceu, nem mesmo nos três primeiros séculos do cristianismo.

Será que os cristãos vão desaparecer em alguns países onde são perseguidos? Cremos que isso não vai acontecer pois já dizia Tertuliano: « o sangue dos mártires é semente de cristãos ».

Não desanimemos. Aproveitemos a vida que o Senhor nos concede para difundir a Sua Lei, a Lei do Amor, a todo o mundo.

Imitemos São Pedro, anunciando a Doutrina do Senhor e convidando todas as pessoas para receberem o Batismo, ficando a pertencer à Igreja ( Primeira Leitura ).

Às crianças e aos jovens digamos que esta nobre missão é para ser vivida agora e no futuro.

O Senhor não nos abandona. Ele tranquilizou-nos dizendo: « Eu estarei sempre convosco até ao fim dos tempos » ( Mt 28,20 ). Com Ele venceremos. Com Ele seremos felizes para sempre.

Ó Mãe de Deus e nossa querida Mãe, caminha connosco, ampara-nos nas dificuldades, dá-nos alento para prosseguirmos sempre na senda do bem! Aponta-nos o caminho da perfeição e santidade! Intercede, ó Virgem Maria, para que Contigo, com todos os Anjos e Santos, louvemos, adoremos e amemos a Deus eternamente no Céu! Amém!

 

ORAÇÃO UNIVERSAL OU DOS FIÉIS 

Irmãs e irmãos:
Roguemos ao Pai, que está nos céus, que escute as nossas preces pela Igreja e por todos os homens deste mundo, dizendo (ou: cantando), com fé:

R. Ouvi-nos, Senhor.
Ou: Abençoai, Senhor, a vossa Igreja.
Ou: Ouvi, Senhor, o vosso povo.

1. Pelas Igrejas do Norte e do Sul
que confessam a ressurreição de Jesus Cristo
e pelos cristãos que perderam a fé,
oremos.

2. Pelos governantes de todas as nações,
pelos cidadãos que vivem com justiça
e por aqueles que são vítimas inocentes,
oremos.

3. Pelos pagãos que se convertem ao Evangelho,
pelos Judeus que ainda esperam o Messias
e pelos adultos que se preparam para o Baptismo,
oremos.

4. Pelos discípulos que Jesus escolhe e envia,
pelos que amam a Deus acima de tudo
e por aqueles que dão a vida pelos amigos,
oremos.

5. Pelas crianças da primeira Comunhão,
pelos jovens que se preparam para o casamento
e pelos lares onde existe e cresce o amor,
oremos.

(Outras intenções: todas as mães; jovens que casaram há um ano …).

Deus de amor e nosso Pai,
ouvi a oração dos vossos filhos e fazei que o dom do Espírito Santo guarde em nós a memória sempre viva das palavras de Jesus aos seus discípulos.
Por Cristo, nosso Senhor.

 

Check Also

26 de maio de 2024 – Liturgia da Solenidade da Santíssima Trindade – Ano B

LEITURA I Dt 4, 32-34.39-40 Leitura do Livro do Deuteronómio Moisés falou ao povo, dizendo:  …

Sahifa Theme License is not validated, Go to the theme options page to validate the license, You need a single license for each domain name.