Home | Noticias | »Não tenhamos medo de amar seguindo a Jesus»

»Não tenhamos medo de amar seguindo a Jesus»

«Permanecei no meu amor» (Jo 15,9)

Nos cinco continentes, homens, mulheres e crianças são forçados a deixar a sua terra. Ficam sem nada… Foram saqueados, perseguidos, torturados, passam fome, são humilhados sem teto e sem recursos.
O seu infortúnio é tão grande… E as barreiras onde vão de encontro são insuperáveis. E o que podem eles fazer? Desarraigados das suas terras, optam por partir para um mundo incógnito que eles esperam viável.
Então para nós, que somos cristãos ou homens de boa vontade, coloca-se a questão seguinte: Como é que os podemos ajudar materialmente, moralmente e espiritualmente?
Como é que amos cuidar das suas feridas de desesperança? Sejamos inventivos nas nossas iniciativas, segundo os nossos talentos e as nossas próprias possibilidades.
Não se trata de nos compararmos uns aos outros na ajuda que damos a um abandonado… É talvez um sorriso, um aperto de mão, uma escuta, um serviço, ou uma oração, uma esmola, um telhado; ou por exemplo acolher uma família de imigrados numa Paróquia ou numa irmandade religiosa…etc.
Será que Jesus não nos disse: «Tudo o que fizerdes a um destes meus irmãos mais pequeninos, é a mim que fizestes» (Mt. 25,40).
Recordemo-nos que o estrageiro, o pobre, o imigrante, do mesmo modo que nós, são irmãos, irmãs, amigos, amigas de Jesus Cristo!
É no encontro pessoal com Cristo que o cristão encontra a fonte da ação evangelizadora e de uma alegria comunicativa e reconfortante. (Papa Francisco)
Temos um caminho de humanidade de construir em conjunto trabalhando a criar uma solidariedade universal. A mundialização da finança destrói alguns dentre nós.
A violência entre as pessoas provoca o caos, enquanto a abertura aos outros e a doçura trazem a Paz. Somente a dignidade restaurada de cada ser humano pode construir um mundo de fraternidade onde é agradável viver. Então, do medo e da suspeita ressentidos naqueles com quem nos cruzamos como desconhecidos, nascerá uma confiança no outro.

Sigamos o nosso Amigo Jesus e Maia, nossa Mãe que nos indica o caminho de seu Filho… Contemplemos os mistérios do Rosário para semear o Amor no mundo.

Thérèse Turlan Delannoy
Fonte: www.rosarium.op.org

Check Also

Vaticano: Papa desafia cristãos a ser missionários, evitando vaidades e riquezas

Francisco diz que evangelizadores não são «divas em turnê», mas devem ser pobres Cidade do …