Home | Noticias | Igreja: Santuário de Fátima tem novos estatutos

Igreja: Santuário de Fátima tem novos estatutos

Documento entra em vigor a 20 de fevereiro, seguindo orientações do Papa Francisco

Fátima, 05 fev 2018 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) publicou hoje os novos estatutos do Santuário de Fátima, que seguem as orientações do Papa Francisco, entrando em vigor no dia 20 de fevereiro, festa litúrgica dos santos Francisco e Jacinta Marto.

Depois de aprovados pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), os novos estatutos foram homologados pela Santa Sé a 7 de dezembro de 2018, através do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização.

“As novas linhas gerais de orientação do Santuário de Fátima, criadas a partir da sua identidade e missão, refletem o pensamento que o Papa Francisco apresentou” na carta apostólica ‘Sanctuarium in Ecclesia’, de fevereiro de 2017, refere uma nota divulgada pelo Santuário de Fátima.

Os estatutos definem o santuário católico nacional como “um local de peregrinação surgido do acontecimento fundante das mariofanias em 1917, que deu origem a um dinamismo espiritual ligado à devoção a Nossa Senhora do Rosário de Fátima”.

Os estatutos substituem os que tinham sido aprovados pela Santa Sé em 2006, mantendo o enquadramento jurídico e pastoral que inclui um Conselho Nacional, sob a liderança do presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, os três metropolitas do país (arcebispo primaz de Braga, arcebispo de Évora e patriarca de Lisboa), o bispo de Leiria-Fátima e o reitor do Santuário.

O texto destaca a necessidade de “especial solicitude e cuidado” com os peregrinos doentes, as pessoas com deficiência, os pobres e os marginalizados.

“Sabendo que os santuários podem ser um verdadeiro refúgio para cada um se redescobrir a si mesmo e reencontrar a força necessária para a própria conversão, o Santuário de Fátima deve proporcionar condições para que possa ser lugar de descanso, de silêncio e de contemplação”.

Os estatutos referem-se à necessidade de um “compromisso e acolhimento ecuménico” e de “acolhimento conveniente” aos crentes de outras religiões”, sem “gerar ambiguidades sobre a identidade e missão do Santuário de Fátima”.

O texto assume o objetivo de “dar a conhecer e ajudar a viver a Mensagem de Fátima no contexto do anúncio cristão da Palavra de Deus, dentro e fora do Santuário, e contribuir para o seu aprofundamento teológico, mostrando-a como escola para a vivência da fé cristã”.

O texto integral destes Estatutos, com 29 artigos, será publicado na revista Lumen, órgão oficial da Conferência Episcopal Portuguesa, e está disponível nos sítios do Santuário de Fátima e da CEP, na internet.

OC

Check Also

Quinta-feira Santa: Missa Crismal, dos Santos Óleos e da Unidade

Na “Missa do Crisma” ou “Missa Crismal”, prelúdio do Tríduo Pascal, se abençoam o óleo …