Diocese do Algarve lança campanha de donativos

A Diocese do Algarve vai lançar uma campanha de donativos de contribuição online para com as paróquias, o Seminário e o jornal Folha do Domingo, para além da própria estrutura diocesana da Igreja algarvia.

A iniciativa, desenvolvida com o apoio de uma entidade bancária, surgiu após decisão tomada pelo bispo do Algarve depois de ouvidos vários órgãos, nomeadamente o Conselho Económico, o Conselho Presbiteral e o Conselho dos Vigários, segundo explicou ao Folha do Domingo o ecónomo da diocese.

Luís Galante esclareceu ainda que o motivo foi a acentuada diminuição dos ofertórios nas igrejas. “A pandemia do Covid-19, com a suspensão das celebrações eucarísticas dominicais e até o encerramento das igrejas por duas vezes durante vários meses, – e mesmo depois da reabertura com uma acentuada diminuição da frequência dos fiéis, medidas preventivas – contribuiu para que houvesse uma grande redução das ofertas e dos contributos dos fiéis para a Igreja”, garantiu.

Aquele responsável acrescenta ainda a redução do número de celebrações e sacramentos como casamentos e batizados. “Tudo isso tem tido uma grande redução, o que faz com que as paróquias e a própria diocese tenha uma grande redução dos seus rendimentos, fruto das esmolas dos fiéis, e as suas obrigações, compromissos e despesas mantêm-se fixas, inalteráveis. Portanto há, fruto desta pandemia, também uma crise de tesouraria nos cofres das paróquias e da própria diocese”, sustentou.

Luís Galante acrescentou que para “obviar a ausência dos fiéis na igreja”, sendo que “continuam muitos deles a assistir às celebrações online ou através da televisão”, “pensou-se em criar esta forma de donativo, que pode ser feito online através do multibanco ou de uma transferência bancária a partir do site da diocese”.

O ecónomo destaca assim a possibilidade de os fiéis contribuírem, “a partir de qualquer ponto do mundo onde estejam, quando assim o entenderem”, com “algum donativo destinado à sua paróquia ou de residência ou de onde são naturais ou onde foram batizados, onde têm as suas memórias” ou então com a diocese.

Luís Galante lembra ainda o Seminário que “é uma escola de formação de futuros sacerdotes e que também precisa de ser ajudado”.

Relativamente ao Folha do Domingo, o ecónomo recorda que “os órgãos de comunicação social, basicamente todos eles vivem da publicidade” e que o jornal da diocese “também tem tido uma reduzida publicidade”.

Aquele responsável deixa ainda claro que este serviço não terá prazo limite, mas será “disponibilizado e que deverá permanecer para quem o quiser utilizar no futuro”.

 

Os interessados em contribuir deverão aceder a diocese-algarve.pt/donativo/oferta, escolher a entidade a quem querem ajudar, indicar o valor, inserir os dados e escolher o método de pagamento, que pode ser por multibanco ou por transferência bancária.

 

 

Fonte:https://folhadodomingo.pt

Check Also

17 de outubro de 2021 -29º Domingo do Tempo Comum – Ano B

A confiança em Deus é, como atrás se afirma, um dos pensamentos básicos das leituras …