Audiência geral de quarta-feira: 17 de setembro de 2014, do Papa Francisco

Como professamos no Credo, a Igreja é católica e apostólica. Por outras palavras, a Igreja é universal, porque se estende até aos confins da terra, ensinando por toda a parte a totalidade das verdades que os homens precisam de conhecer para bem viver a sua vocação fraterna de cidadãos da terra e do Céu. Para isso, desde as origens visíveis da Igreja no dia de Pentecostes, o Espírito Santo concedeu-lhe exprimir em todas as línguas a Boa Nova da salvação e do amor de Deus para todos os homens e nações da terra. Mas, se a Igreja nasceu católica, quer dizer que nasceu «em saída», nasceu enviada em missão, ou seja, apostólica: permanecendo fiel sobre o alicerce dos Apóstolos, a Igreja é enviada a todos os homens para lhes anunciar o Evangelho com os sinais da ternura e do poder de Deus. Para isso, vem em nossa ajuda o Espírito Santo, fazendo-nos vencer a tentação de nos fecharmos em nós mesmos, evitando de nos considerarmos um grupo limitado de eleitos, únicos destinatários da bênção de Deus. Fazer parte da Igreja católica e apostólica é estar consciente de que a nossa fé está ancorada no anúncio e testemunho dos Apóstolos, sentindo-nos enviados, em comunhão com os sucessores dos Apóstolos, a anunciar jubilosamente Cristo e o seu amor a toda a humanidade.

Com grande estima, saúdo os peregrinos de língua portuguesa, em particular os grupos paroquiais vindos de Faro, Campo Limpo Paulista, Paraná e Passo Fundo, invocando sobre vós e sobre as vossas famílias a abundância dos dons do Espírito Santo para que tenhais o sentido da plenitude e da harmonia da vida cristã, rejeitando as posições parciais e unilaterais que nos fecham em nós mesmos. O Senhor vos abençoe, para serdes sempre e em toda a parte fiel expressão da santa Mãe Igreja católica e apostólica.

Check Also

Bispo do Algarve voltou a reforçar o apelo à vacinação para proteção contra a Covid-19

O bispo do Algarve voltou ontem a reforçar o apelo à vacinação para proteção contra …