2 de março de 2022 – Quarta-feira de Cinzas

Hoje a Igreja convida-nos a iniciarmos uma caminhada de penitência e oração que durará quarenta dias até à Páscoa.

Se vivermos santamente este tempo de conversão, acompanhando Jesus na Sua paixão e morte, certamente sentiremos uma felicidade imensa com a Sua ressurreição gloriosa.

O Senhor convida-nos

Na vida, hoje em dia, há muita agitação e ansiedade.

As pessoas acordam com o pensamento no trabalho que terão de realizar com responsabilidade e profissionalismo.

As crianças e os jovens vão para a escola onde aprenderão os conhecimentos necessários à sua instrução e formação.

Os doentes anseiam pela cura para recuperarem a saúde e poderem novamente trabalhar e viver felizes na família e na sociedade.

Os idosos revivem recordações que desejam transmitir às gerações mais novas.

As pessoas que se consagraram ao Senhor no serviço dedicado aos irmãos vão ao encontro dos cristãos perseguidos, dos refugiados, dos pobres, dos marginalizados, dos que são vítimas da violência ou da guerra…

Todos nós, porém, devemos fazer uma paragem para vermos se estamos a cumprir a missão que o Senhor nos confiou.

A Quaresma que hoje se inicia é o tempo favorável para meditarmos nas realidades sobrenaturais ( Segunda Leitura ).

 

Para vivermos santamente a Quaresma

A Primeira Leitura e o Evangelho desta Missa apontam-nos o caminho a seguir.

O Senhor convida-nos, na Via Sacra, a acompanhá-l’O na Sua paixão e morte por nosso amor.

O Senhor convida-nos à penitência com a abstinência e o jejum.

O Senhor convida-nos a receber o Sacramento da Reconciliação.

O Senhor convida-nos à Santa Missa, recebendo-O na Sagrada Comunhão.

O Senhor convida-nos a santificar o dia com a Liturgia das Horas.

O Senhor convida-nos a aceitarmos o pedido da Sua e nossa Mãe para a recitação diária do Rosário.

O Senhor convida-nos a transformar toda a nossa vida em oração.

 

A caminho da Páscoa da Ressurreição

Jesus veio ao mundo para nos salvar. Ensinou-nos com a Palavra e a Vida. Provou a Sua divindade com os milagres realizados.

Os homens ingratos condenaram-n’O injustamente à morte para acabarem com Ele e com a Doutrina que nos deixou.

Os soldados vigiaram o sepulcro para que ninguém levasse o Seu corpo e dissesse que Ele voltou a viver.

Mas- oh milagre dos milagres- Jesus ressuscitou glorioso na manhã do Domingo de Páscoa!

Que alegria para todos os que O amavam! Jesus cumpriu o prometido, ressuscitando ao terceiro dia.

Ele também nos levará, após a morte, para junto de Si no Céu a fim de com Ele vivermos felizes por toda a eternidade!

Nunca nos separemos d’Ele pelo pecado. Pratiquemos sempre o bem. Ofereçamos-Lhe a vida como Ele a ofereceu por nós. Afastemos a agitação e ansiedade. Nunca percamos a esperança.

Cada um de nós peça muitas vezes: « Criai em mim, ó Deus, um coração puro » ( Salmo responsorial ).

Vivamos felizes e sem nada temer porque Maria Santíssima, nossa querida Mãe, nos acompanha agora e sempre!

Check Also

Só os humildes chegam a ser grandes

Muitos querem ser grandes, mas poucos se dispõem a fazer o que é necessário para …