Home | Pároco

Pároco

DSCF0149

Padre António Fernandes da Rocha

Pe. António Fernandes da Rocha nasceu na freguesia de Deão, concelho de Viana do Castelo, a 12/05/1942.

Frequentou os seminários arquidiocesanos de Braga, onde concluiu o curso teológico, com 16 valores, em 1966, tendo sido ordenado de presbítero na sé catedral em 15 de agosto do mesmo ano.

Desde logo assumiu a tarefa de coadjuntor da paróquia de S. Vicente, daquela cidade, tendo-se oferecido no ano seguinte para o trabalho pastoral da diocese do Algarve.

Em outubro de 1967 foi recebido como coadjuntor da paróquia de S. Brás de Alportel onde, durante dois anos, cumulativamente com todos os ministérios pastorais, exerceu a função de professor de Educação Moral e Religiosa Católica no externato daquela vila algarvia e de capelão do sanatório Carlos Vasconcelos Porto.

Em outubro de 1969 foi colocado à frente da zona pastoral adstrita à capela de S. Luís, em Faro, com o remoto objetivo da possível formação duma futura Paróquia.

A esta função pastoral acrescia a responsabilidade da capelania da igreja de Montenegro, da qual foi animador paroquial durante três anos, (1969-1972) deixando-a para assumir idêntica função na igreja da Goncinha, arredores da cidade de Loulé, o que aconteceu ao longo de mais dois anos, (1973-1975).

A partir de 1975 implementou uma singular experiência eclesial na comunidade cristã de S. Luís, que viria a redundar na criação do vicariato paroquial em 25 de março de 1983e a culminar na ereção duma nova paróquia em 27 de junho de 1992, de que ficou a ser pároco.

Para a concretização deste projeto lançou-se na construção duma nova igreja e complexo paroquial, que teve início em 6 de março de 1991 e solene dedicação em 21 de junho de 1992, sendo a residência paroquial concluída e inaugurada sete anos depois.

Em ordem ao apoio pastoral, no âmbito territorial da nova paróquia, foi alugado, em outubro de 1997, um salão de culto e formação cristã na zona rural do Areal Gordo e adquirido, por compra, um outro salão com idênticos objetivos, na zona urbana da Penha- Faro, em fevereiro de 2001.

A par desta atividade pastoral assumiu, em outubro de 1994, também a paroquialidade da freguesia de S. Bartolomeu de Pechão de que foi pároco ao longo de 7 anos, durante os quais procedeu ao completo restauro do complexo da residência paroquial e salas anexas, tendo deixado esta para aceitar a responsabilidade da nova paróquia de Montenegro, em novembro de 2001, de que ainda é pároco também.

A par da atividade eclesial debruçou-se sobre os problemas de âmbito social tendo resultado, como consequência do Ano Internacional da Criança, em 1979, a criação dum Centro de Tempos Livres para crianças, numa área perdida nas traseiras do edifício dos celeiros, em outubro de 1981, em pavilhão pré-fabriado e ampliado, 13 anos depois, para se alargar à valência do ensino pré-escolar que aí funcionava.

Comulativamente com todas as atividades descritas exerceu em quatro mandatos, 1986-1989, 1994-1998, 2006-2012, o múnus de vigário da vara da vigararia de Faro, de membro do Conselho Presbiteral Diocesano, do Colégio de Consultores e da direção da fraternidade sacerdotal.

Ao longo de todos estes anos, com início em 1969, exerceu o múnus de professor de E.M.R.C. da Escola Preparatória E.B.2,3 D. Afonso III, com passagem pelo Liceu João de Deus e Escola Secundária Tomás Cabreira, no ano de 1989/1990 e Colégio Algarve 1987/1994, atividade docente que encerrou, com a situação da aposentação em 2003.

Durante todo este período (1970-2003) foi ainda o responsável diocesano pela proposta, formação e dinamização dos professores daquela disciplina e pelo funcionamento da aula nos estabelecimentos de ensino oficial e particular como diretor do Secretariado Diocesano.

Foi ainda fundador e primeiro diretor, durante seis anos, de 1989-1995, do Centro de Estudos para Formação dos Leigos do Algarve (CEFLA), com o encargo de completar a formação académica, e doutrinal dos professores, em ordem ao complemento da sua habilitação para a lecionação da disciplina de E.M.R.C. e a melhor preparação para as atividades pastorais.

Ainda na linha académica concluiu, em 1979, a licenciatura em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, realizado ao longo de quatro anos, em regime de extensão, em Faro.

Como corolário da atividade docente e académica colaborou, com textos de ocasião, na imprensa regional e revistas de especialidade, com trabalhos da sua autoria, tendo publicado ainda, com apresentação no dia 21 de junho de 2004, o 1º volume da obra “S. Luís Faro – Génese da 3ª Paróquia da Cidade”, com o historial e atividade pastoral da comunidade cristã de S. Luís, nos seus primeiros anos de existência, até a sua ereção como Vicariato Paroquial em 1983. E um segundo volume “S. Luís de Faro – Nova Paróquia/Paróquia Nova” em junho de 2008 com a síntese de textos publicados ao longo dos anos, na altura em que se celebraram as bodas de prata do vicariato paroquial.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.