Home | Confirmação

Confirmação

I. DIGNIDADE DO SACRAMENTO DA CONFIRMAÇÃO

1. Os batizados prosseguem o itinerário da iniciação cristã pelo sacramento da Confir­mação. Por ele recebem a efusão do Espírito Santo que, no dia do Pentecostes, o Senhor enviou sobre os Apóstolos.

2. Pelo Espírito Santo que lhes é dado, os fiéis são mais perfeitamente configurados com Cristo, e são fortalecidos pela sua virtude para darem testemunho de Cristo em ordem à edificação do seu corpo na fé e na caridade. Neles se imprime um carácter ou marca do Senhor, de tal modo que o sacramento da Confirmação não pode ser repetido.

  II. OFÍCIOS E MINISTÉRIOS NA CELEBRAÇÃO DA CONFIRMAÇÃO

3. Pertence ao povo de Deus preparar os batizados para receberem o sacramento da Confirmação. Quanto aos pastores, é seu dever providenciar para que todos os batizados cheguem à plena iniciação cristã e consequentemente se preparem com todo o empenho para a Confirmação.

Os catecúmenos adultos que vão receber a Confirmação imediatamente depois do Batismo, são ajudados pela comunidade cristã, especialmente através da formação que lhes é ministrada durante o tempo do catecumenado. Neste trabalho de preparação, são chamados a dar o seu contributo os catequistas, os padrinhos e os membros da Igreja local, por meio da catequese e das celebrações rituais comunitárias. A organização deste catecumenado será oportunamente adaptada para aqueles que, batizados em criança, só na idade adulta se aproximam da Confirmação.

Mas muitas vezes, incumbe aos pais cristãos, mostrarem-se solícitos pela iniciação das crianças na vida sacramental, quer formando e desenvolvendo gradualmente nelas o espírito de fé, quer preparando-as para receberem com fruto os sacramentos da Confir­mação e da Eucaristia, por vezes com a ajuda dos organismos encarregados da formação catequética. Esta função dos pais é significada também pela sua participação ativa na celebração destes sacramentos.

4. Deverá cuidar-se em dar à ação sagrada um carácter festivo e solene, como é exigido pelo significado que esta ação reveste perante a Igreja local. Isto conseguir-se-á mais facilmente juntando todos os candidatos numa celebração comunitária. Todo o povo de Deus, representado pelas famílias e amigos dos confirmandos e pelos membros da comunidade local, será convidado a participar na celebração, e procurará testemunhar a sua fé através dos frutos nele produzidos pelo Espírito Santo.

5. A cada confirmando assistirá habitualmente um padrinho, cuja missão é conduzi-lo à recepção do sacramento, apresentá-lo ao ministro da Confirmação para a sagrada unção e ajudá-lo depois a cumprir fielmente as promessas do Batismo segundo o Espírito Santo que recebeu.

Tendo em conta as condições pastorais do nosso tempo, convém que o padrinho do Batismo, se está presente, seja também o padrinho da Confirmação. Deste modo significa­-se de maneira mais clara o nexo entre o Batismo e a Confirmação e ao mesmo tempo torna-se mais eficaz a função e o ofício de padrinho.

Fonte:

Pontifical da Confirmação

One comment

  1. Sandra Fernandes

    Olá, boa noite! Tudo bem? Gostaria de lhes dizer que o comentário sobre o Evangelho do dia 21/06/2015 me ajudou muito. Obrigada, Sandra

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.