OS BENS, UM DOM PARA PARTILHAR COM OS OUTROS

O Advento é um tempo próprio para os cristãos, e neste caso os membros das assembleias familiares, realizarem a partilha fraterna de bens.

Partilhar é ser sensível à fome dos outros. Fome em sentido amplo: necessidades, carências, tristeza, abandono, solidão, falta de carinho, idade avançada, doença grave, doença incurável, e tantas outras formas de pobreza.

Há quem diga que já não há pobres. Só pensá-lo é já ofensa grave à palavra de Jesus que disse: «Pobres, sempre os tereis convosco».

Quem pensa ou diz que já não há pobres não entende nada do que é a pobreza. E não entende porque não lhe é sensível. E como quem jejua e não entende o que é jejuar. Jejuar não é só privar-se duma quantidade de alimento, mas é também e sobretudo ser sensível à fome dos outros. Quem jejua só por sacrifício, está longe de entender a palavra de Deus que os profetas repetiam: «Eu quero misericórdia e não sacrifício». Se queres que Deus seja sensível à tua pobreza, dá generosamente o que deixaste de comer ao jejuar, porque o jejum não dá fruto se não for regado pela misericórdia. Dá a ti mesmo partilhando o que tens com os pobres.

Reparte o teu pão com o faminto. Também o pão se há-de entender em sentido alargado. Pão é vida que se partilha, é disponibilidade junto de quem precisa que o escutem, é amor que se dá, é tempo que se gasta, é carinho que se faz, é sorriso que se oferece, é abraço carinhoso a quem está triste ou desanimado, é mão amiga que se estende para ajudar a ir mais além quem está cansado. Faz isto com prontidão e alegria quando souberes de alguma necessidade. Não passes de lado voltando a cara como quem não vê. Aproxima-te como fez o samaritano que ia de viagem e viu um homem caído e mal tratado à beira da estrada.

Esta prontidão e diligencia duplicarão a recompensa da tua dádiva; não deixes para mais logo o socorro que o teu irmão te pede agora.  

Check Also

Vaticano: Mensagem para a Vida Consagrada centra-se na missão e incentiva a «alargar a tenda»

Cardeal D. João Braz de Aviz vai presidir à Missa do dia 2 de fevereiro …