Home | Noticias | Bispo do Algarve diz ser tempo de “acreditar” e olhar uns pelos outros

Bispo do Algarve diz ser tempo de “acreditar” e olhar uns pelos outros

Em declarações à rádio Renascença, o bispo do Algarve diz ser tempo de “acreditar e olharmos uns pelos outros”.

Apesar das preocupações com a Covid-19, D. Manuel Quintas transmite uma mensagem de esperança e otimismo aos algarvios.

“Não vai ser fácil ultrapassar esta situação, mas vamos continuar a confirmar na fé, a fortalecer na esperança, a despertar para a solidariedade e para a caridade, para a atenção aos outros, para o bem comum, para uma corresponsabilidade no combate a este vírus, não se deixando contagiar e não contagiando outros”, afirma.

O bispo diocesano antevê tempos complicados para a região, mas mantêm a esperança à luz daquilo que já aconteceu na última crise. “Evitámos – não sozinhos, naturalmente – que as consequências do desemprego fossem maiores, socorrendo ao nível da alimentação, com refeitórios sociais e cantinas”, lembra, acrescentando: “quero acreditar que não vamos chegar a essa situação”.

Pese embora essa certeza, D. Manuel Quintas mostra-se preocupado, sobretudo pela dependência do Algarve do turismo, setor que considera ser “o ar” da economia regional. “Aqui, se falta o turismo, corremos o risco de ficar asfixiados, e disso trazer consequências muito gravosas para as famílias e também para a sociedade algarvia em geral”, adverte.

O bispo do Algarve realça então a responsabilidade da União Europeia na resposta à crise. “Todos esperamos que a União Europeia, de facto, mostre aquilo que é e o que vale em circunstâncias como esta. Não pode abandonar cada país à sua sorte”, defende.

O bispo do Algarve aborda ainda o modo possível de celebrar no momento atual. “Fica sempre uma sensação, não digo de vazio, mas de desconforto, porque nada substitui o celebrar com a comunidade, com a família que nós constituímos dentro das paróquias ou a nível diocesano. Há sempre um desconforto no fim, apesar da adesão e do retorno serem expressivos”, reconhece.

 

Fonte: https://folhadodomingo.pt/

Check Also

Viver cada dia da Semana Santa com uma pequena reflexão

Com o Domingo de Ramos iniciamos a Semana Maior (Semana Santa) é o tempo compreendido …