5 de março de 2023 -Liturgia do 2º Domingo da Quaresma – Ano A

LEITURA I Gn 12, 1-4a

Leitura do Livro do Génesis

Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão: «Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que Eu te indicar. Farei de ti uma grande nação e te abençoarei; engrandecerei o teu nome e serás uma bênção. Abençoarei a quem te abençoar, amaldiçoarei a quem te amaldiçoar; por ti serão abençoadas todas as nações da terra». Abrão partiu, como o Senhor lhe tinha ordenado.

Palavra do Senhor.

 

SALMO RESPONSORIAL Sl 32 (33), 4-5.18-19.20.22 (R. 22)

Refrão: Esperamos, Senhor, na vossa misericórdia.

Ou: Desça sobre nós a vossa misericórdia,

 

porque em Vós esperamos, Senhor.
A palavra do Senhor é reta,
da fidelidade nascem as suas obras.
Ele ama a justiça e a retidão:
a terra está cheia da bondade do Senhor.

 

Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem,
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome.

A nossa alma espera o Senhor:
Ele é o nosso amparo e protetor.
Venha sobre nós a vossa bondade,
porque em Vós esperamos, Senhor.

 

LEITURA II 2Tm 1, 8b-10

Leitura da Segunda Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo

Caríssimo:
Sofre comigo pelo Evangelho, apoiado na força de Deus. Ele salvou-nos e chamou-nos à santidade, não em virtude das nossas obras, mas do seu próprio desígnio e da sua graça. Esta graça, que nos foi dada em Cristo Jesus, desde toda a eternidade, manifestou-se agora pelo aparecimento de Cristo Jesus, nosso Salvador, que destruiu a morte
e fez brilhar a vida e a imortalidade, por meio do Evangelho.

Palavra do Senhor

 

EVANGELHO Mt 17, 1-9

+ Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e levou-os, em particular, a um alto monte e transfigurou-Se diante deles: o seu rosto ficou resplandecente como o sol, e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz. E apareceram Moisés e Elias a falar com Ele. Pedro disse a Jesus: «Senhor, como é bom estarmos aqui! Se quiseres, farei aqui três tendas: uma para Ti, outra para Moisés e outra para Elias». Ainda ele falava, quando uma nuvem luminosa os cobriu com a sua sombra, e da nuvem uma voz dizia: «Este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência. Escutai-O». Ao ouvirem estas palavras, os discípulos caíram de rosto por terra e assustaram-se muito. Então Jesus aproximou-Se e, tocando-os, disse: «Levantai-vos e não temais». Erguendo os olhos, eles não viram mais ninguém, senão Jesus. Ao descerem do monte, Jesus deu-lhes esta ordem: «Não conteis a ninguém esta visão, até o Filho do homem ressuscitar dos mortos».

Palavra da salvação.

 

REFLEXÃO

Neste 2.º Domingo da Quaresma, a Igreja convida-nos e verificar diante de Deus em que medida a nossa caminhada para Ele é iluminada pela fé.

1. A riqueza da Fé

Desprendimento para crer. «Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão: “Deixa a tua terra, a tua família e a casa de teu pai e vai para a terra que Eu te indicar”

A fé, infundida em nós pelo Espírito Santo no Baptismo, é uma das três virtudes teologais. Dá-nos acesso às maravilhas de Deus que estão ocultas aos nossos olhos. Admiramos muitas das coisas que fazem os santos. Eles fazem-nas, porque contemplam realidades que estão ocultas aos nossos olhos.

• Participamos da ciência divina. A virtude da fé torna-nos participantes na ciência de Deus e leva-nos a ver as pessoas, as coisas e os acontecimentos com os olhos de Jesus Cristo.

Se uma águia nos levasse um dia sobre as suas asas e se elevasse nas alturas, veríamos de lá muitas coisas que na terra não podemos ver. Deus, pela virtude da fé, toma-nos nos braços e leva-nos a contemplar maravilhas que, só com os nossos olhos – com os pés no chão – não podemos vislumbrar.

•  Jesus Cristo “empresta-me os Seus olhos. S. Paulo escreve, na carta aos fiéis da Igreja da Galácia: «Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim.»  (Gal 2, 20). De modo semelhante podemos dizer: Vejo, não eu, mas Cristo que vê em mim.

2. Frutos da fé

Contemplamos maravilhas. «Naquele tempo, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João seu irmão e levou-os, em particular, a um alto monte e transfigurou-Se diante deles: o seu rosto ficou resplandecente como o sol e as suas vestes tornaram-se brancas como a luz

Esta subida de Jesus com os três Apóstolos ao cimo do monte Tabor, é, por si mesma, um símbolo do que acontece com a fé. Quando subimos ao alto, o ar é mais puro e o horizonte que se avista dali é mais belo e amplo. Fala-nos da imensidade de Deus, pelo espaço a perder de vista que o nosso olhar abarca.

Jesus transfigurou-Se diante dos três. Ocultou a Sua condição humana e deixou-os contemplar o esplendor da Sua Ressurreição gloriosa. Queria fortalecê-los para a difícil prova da fé na Sua divindade, na paixão que se avizinhava. Humanamente era uma derrota vergonhosa e que, para mais, ia contra os sonhos triunfalistas que eles alimentavam. São os mesmos três que ele vai convidar a que permaneçam vigilantes perto do lugar da Oração no Horto e que tinham sido convidados para testemunhar a ressurreição da filha de Jairo.

A fé leva-nos a descobrir a beleza e o amor de Deus para connosco onde não o víamos antes. Ele leva-nos sobretudo a esta maravilhosa descoberta: o Amor de Deus para connosco que se manifesta a cada instante e a nossa grandeza e dignidade de filhos de Deus.

De algum modo, pelo dom da fé, o mundo transfigura-se perante os nossos olhos, de tal forma que vemos o que os outros não vêem.

Aqueles que não têm fé ou não a vivem, passam pela vida como por um túnel onde não brilha o sol. Caminham às escuras, selecionam falsos valores que adquirem por preço elevado e desorientam-se na vida.

As consequências desta falta de fé na vida são visíveis:

– A tristeza, porque falta o verdadeiro sentido da vida e olhamos para ela como para um enigma ininteligível. Nada fez sentido.

– O desânimo. Para que serve a vida se não passa além do que vemos com os nossos olhos?

– Pessimismo.  Se a vida acaba na terra e nada mais temos a esperar, nada vale a pena, sobretudo se nos pede sacrifício.

Pela fé, Jesus transfigura-Se aos nossos olhos míopes, à semelhança do que fez diante dos olhares dos três Apóstolos, no Tabor.

• Adoramo-l’O e contemplamo-l’O no Sacrário. Os que não têm fé, não conseguem ver mais nada para além das aparências do pão.

• Servimo-l’O e amamo-l’O nos mais humildes e mais carenciados. Sem a fé, as pessoas são levadas a reparar apenas no modo como a pessoa veste, na marca do carro e na sua conta bancária.

• Vemos em cada gesto do nosso dia um ato de amor e adoração ao Senhor que nos chamou à vida e nos faz herdeiros da vida eterna.

 

Irmãs e irmãos:
Neste tempo santo da Quaresma, Cristo anuncia a vitória da vida sobre a morte. Peçamos a Deus que nos faça escutar a sua voz, dizendo (ou: cantando), com fé:

R. Ouvi-nos, Senhor.
Ou: Salvai, Senhor, o vosso povo.
Ou: Abençoai, Senhor, a vossa Igreja.

1. Para que o Papa N., os bispos e os presbíteros a ele unidos
recebam a graça de sofrer pelo Evangelho
e ponham a confiança em Deus, como Abraão,
oremos.

2. Para que os governos das várias nações
defendam os cidadãos e os seus direitos,
e tudo façam pelos mais pobres e esquecidos,
oremos.

3. Para que os doentes e todos os que sofrem
vivam unidos à cruz do nosso Salvador
e, um dia, cheguem à contemplação da sua glória,
oremos.

4. Para que os fiéis que se reúnem ao domingo
dêem testemunho de Jesus Cristo, luz do mundo,
aos que lhes pedem a razão da sua esperança,
oremos.

5. Para que esta assembleia de cristãos,
à medida que comunga o Pão do Céu,
se transfigure como Jesus no monte santo,
oremos.

(Outras intenções: crianças da catequese e catequistas; fiéis defuntos …).

Senhor, que no monte da transfiguração nos mandastes escutar o vosso Filho, atendei a oração que o seu Espírito
fez nascer nesta santa assembleia pela Igreja, pelo mundo e por nós mesmos.
Por Cristo, nosso Senhor.

Check Also

12 de março de 2023 – Liturgia do 3º Domingo da Quaresma – Ano A

LEITURA I Ex 17, 3-7 Leitura do Livro do Êxodo Naqueles dias, o povo israelita, …