17 de outubro de 2021 – Liturgia do 29º Domingo do Tempo Comum – Ano B

LEITURA I Is 53, 10-11

Leitura do Livro de Isaías

Aprouve ao Senhor esmagar o seu servo pelo sofrimento. Mas, se oferecer a sua vida como sacrifício de expiação, terá uma descendência duradoira, viverá longos dias, e a obra do Senhor prosperará em suas mãos. Terminados os sofrimentos, verá a luz e ficará saciado na sua sabedoria. O justo, meu servo, justificará a muitos e tomará sobre si as suas iniquidades.

Palavra do Senhor.

 

SALMO RESPONSORIAL Salmo 32 (33), 4-5.18-19.20.21 (R. 22)

Refrão: Desça sobre nós a vossa misericórdia,
porque em Vós esperamos, Senhor.

A palavra do Senhor é recta,
da fidelidade nascem as suas obras.
Ele ama a justiça e a rectidão:
a terra está cheia da bondade do Senhor.

 

Os olhos do Senhor estão voltados para os que O temem,
para os que esperam na sua bondade,
para libertar da morte as suas almas
e os alimentar no tempo da fome.

A nossa alma espera o Senhor:
Ele é o nosso amparo e protector.
Venha sobre nós a vossa bondade,
porque em Vós esperamos, Senhor.

 

LEITURA II Hebr 4, 14-16

Leitura da Epístola aos Hebreus

Irmãos: Tendo nós um sumo sacerdote que penetrou os Céus, Jesus, Filho de Deus, permaneçamos firmes na profissão da nossa fé. Na verdade, nós não temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer das nossas fraquezas. Pelo contrário, Ele mesmo foi provado em tudo, à nossa semelhança, excepto no pecado. Vamos, portanto, cheios de confiança ao trono da graça, a fim de alcançarmos misericórdia e obtermos a graça de um auxílio oportuno.

Palavra do Senhor.

 

EVANGELHO Forma longa Mc 10, 35-45

+ Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Naquele tempo, Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram-se de Jesus e disseram-Lhe: «Mestre, nós queremos que nos faças o que Te vamos pedir». Jesus respondeu-lhes: «Que quereis que vos faça?». Eles responderam: «Concede-nos que, na tua glória, nos sentemos um à tua direita e outro à tua esquerda». Disse-lhes Jesus: «Não sabeis o que pedis. Podeis beber o cálice que Eu vou beber e receber o baptismo com que Eu vou ser baptizado?».
Eles responderam-Lhe: «Podemos». Então Jesus disse-lhes: «Bebereis o cálice que Eu vou beber e sereis baptizados com o baptismo com que Eu vou ser baptizado. Mas sentar-se à minha direita ou à minha esquerda não Me pertence a Mim concedê-lo; é para aqueles a quem está reservado». Os outros dez, ouvindo isto, começaram a indignar-se contra Tiago e João. Jesus chamou-os e disse-lhes: «Sabeis que os que são considerados como chefes das nações
exercem domínio sobre elas, e os grandes fazem sentir sobre elas o seu poder.  Não deve ser assim entre vós: quem entre vós quiser tornar-se grande, será vosso servo, e quem quiser entre vós ser o primeiro, será escravo de todos; porque o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida pela redenção de todos».

Palavra da salvação.

 

REFLEXÃO

Jesus é o nosso Salvador

Deus escolheu um povo no Antigo Testamento para acolher o Messias Salvador da humanidade.

Deus, através dos Profetas, transmitiu ao povo a Sua mensagem de conversão, perdão e salvação. Na Primeira Leitura desta Missa vemos o Profeta Isaías a apresentar-nos o Servo sofredor que vem ao mundo para o salvar .

Jesus preparou os Discípulos para a Sua Paixão e morte na Cruz por nosso amor. Eles continuariam a anunciar Jesus Cristo ao mundo.

Mas os Apóstolos sonhavam com um reino terreno. Por isso Tiago e João dizem a Jesus que querem ser os primeiros ( um à direita e outro à esquerda ) quando Ele instaurar esse desejado reino ( Evangelho ).

Jesus mais uma vez, com paciência divina, corrige a sua ambição, apontando-lhes o caminho de serviço. Os Apóstolos serviriam, como Ele, os cristãos.

Vivamos sempre com Jesus

Hoje o Senhor continua a apontar o caminho de serviço na Igreja. Ninguém se deve servir da Igreja para satisfação da sua vaidade pessoal mas deve servir a Igreja com toda a dedicação, como Jesus.

Viver assim é permanecermos firmes na Fé, como recomenda São Paulo na Segunda Leitura.

Se todos vivessem a Fé no Senhor Jesus que fundou a Sua Igreja, não teria acontecido a divisão entre os cristãos ( católicos, ortodoxos e protestantes ).

Se todos vivessem a Fé no Senhor Jesus, não haveria na Igreja progressistas nem conservadores, haveria sim irmãos que se amam como Ele nos ama.

Se todos vivessem a Fé no Senhor Jesus, não haveria escândalos dentro da Igreja porque o esforço pela perfeição e santidade seria a preocupação constante dos cristãos.

Se todos vivessem a Fé no Senhor Jesus, não haveria tanto mal no mundo porque os cristãos reflectiriam nele a Sua Luz.

 

 

ORAÇÃO UNIVERSAL OU DOS FIÉIS 

Irmãs e irmãos:
Oremos juntos ao Pai para que nos ensine a sabedoria da cruz do seu Filho e a caridade para com todo o homem que sofre, dizendo (ou: cantando):

R. Senhor, venha a nós o vosso reino.
Ou: Escutai, Senhor, a nossa oração.
Ou: Ouvi, Senhor, a oração do vosso povo.

1. Pelos bispos, presbíteros e diáconos,
pelos que têm compaixão daqueles que sofrem
e pelos que sabem acolher quem os procura,
oremos.

2. Pelos que livremente foram eleitos pelo povo,
pelos que exercem as suas funções com rectidão
e pelos que gostam de servir como Jesus,
oremos.

3. Pelos homens a quem a vida mais provou,
pelos que carregam a cruz de Jesus Cristo
e pelos que aceitam o sofrimento redentor,
oremos.

4. Pelos que se abeiram de Jesus, trono da graça,
pelos que recebem assiduamente o seu perdão
e comungam o seu Corpo e o seu Sangue,
oremos.

5. Por todos os países de missão,
pelos missionários que levam ao longe a Boa Nova
e pelos cristãos que oram sem desânimo,
oremos.

6. Pelos fiéis que adormeceram em Jesus,
pelos que serenamente ainda O esperam
e por todos os que morrem sem esperança,
oremos.

(Outras intenções: os que dão testemunho de Cristo na sua vida …).

 

Senhor, Deus de misericórdia,
o vosso Filho suportou as nossas dores para com elas servir os seus irmãos: pela sua oração e o seu exemplo, tornai-nos solidários com quem sofre.
Por Cristo Senhor nosso.

Check Also

26 de setembro de 2021 – Liturgia do 26º Domingo do Tempo Comum – Ano B

LEITURA I Num 11, 25-29 Leitura do Livro dos Números Naqueles dias, o Senhor desceu …