Home | Batismo

Batismo

DIGNIDADE DO BATISMO

3. O Batismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacra­mento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna,e, em seguida, confiou à sua Igreja, juntamente com o Evangelho, quando mandou aos Apóstolos: «Ide e ensinai todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo».Por essa razão, o Batismo é, em primeiro lugar, o sacramento daquela fé pela qual os homens, ilumi­nados pela graça do Espírito Santo, respondem ao Evangelho de Cristo. Assim, não há nada que a Igreja deseje tanto, nem missão que considere mais própria de si do que despertar a todos, catecúmenos, pais das crianças a batizar e padrinhos, para esta fé verdadeira e ativa pela qual, aderindo a Cristo, iniciam ou confirmam o pacto da nova aliança. A esse fim se ordenam, de facto, quer a formação pastoral dos catecúmenos e a preparação dos pais, quer a celebração da palavra de Deus e a profissão de fé batismal.

4. Além disso, o Batismo é o sacramento pelo qual os ho­mens se tornam membros do corpo da Igreja, edificados uns com os outros em morada de Deus no Espírito,e em sacer­dócio real e povo santo;é também o vínculo sacramental da unidade que existe entre todos os que são assinalados por ele.

Em razão desse efeito imutável, que a própria celebração do sacramento na liturgia latina manifesta, quando os batizados são ungidos com o Crisma na presença do povo de Deus, o rito do Batismo é tido na maior estima por todos os cristãos, e a ninguém é lícito repeti-lo uma vez celebrado, validamente, ain­da que pelos irmãos separados.

5. O Batismo, banho de água acompanhado da palavra da vida,limpa os homens de toda a mancha de culpa, tanto original como pessoal, e torna-os participantes da natureza divina e da adoção de filhos.

Com efeito, o Batismo, como se proclama nas orações da bênção da água, é o banho de regeneração dos filhos de Deus e do seu nascimento do alto. A invocação da Santíssima Trindade sobre os batizandos faz com que estes, marcados pelo seu nome, Lhe sejam consa­grados e entrem em comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Para essa dignidade tão sublime preparam e a ela con­duzem as leituras bíblicas, a oração da assembleia, e a tríplice profissão de fé.

6. Superando de longe as purificações da antiga lei, o Batismo produz estes efeitos pela força do mistério da Paixão e Ressurreição do Senhor. Na verdade, os que são batizados, são configurados com Cristo por morte semelhante à sua, sepultados com Ele na morte,também n’Ele são restituídos à vida e juntamente com Ele ressuscitam.No Batismo, nada mais se comemora e realiza senão o mistério pascal, enquanto nele os homens passam da morte do pecado para a vida. Por isso, na sua celebração, sobretudo quando esta se realiza na Vigília pascal ou em dia de domingo, é necessário que se torne manifesta a alegria da ressurreição.

Fonte: Ritual do Batismo

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.